Menu
Menu
Logo Dignidade Íntima

Combate à pobreza
menstrual na rede
estadual de educação

botão navegar para baixo
Ilustração com contornos femininos de braços e rosto

O que fazemos para garantir dignidade menstrual às nossas estudantes?

Investimento de
mais de R$ 30 milhões
na aquisição de produtos
de higiene menstrual

Atendimento a
1,3 milhão
de estudantes

Mais de 5 mil
escolas atendidas

Como funciona o programa?

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) implantou o programa Dignidade Íntima como forma de combater a pobreza menstrual na rede estadual de educação.

Os produtos de higiene íntima menstrual são disponibilizados em todas as unidades escolares da rede estadual para quaisquer alunas que precisarem, com destaque para aquelas em situação de vulnerabilidade.

O programa também promove a formação dos profissionais da escola e estudantes a respeito da pobreza menstrual e saúde da mulher.

A compra dos produtos é realizada por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE-Paulista), que garante às escolas estaduais verba anual exclusiva para o Programa Dignidade Íntima.

Por que o programa é necessário?

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) implantou o programa Dignidade Íntima como forma de combater a pobreza menstrual na rede estadual de educação.

Infelizmente a falta de produtos de higiene afeta diversas mulheres em nosso país e no âmbito educacional afasta estudantes das escolas por conta dessa carência. O Programa Dignidade Íntima foi criado para que nenhuma aluna perca aula por falta de condições. Mais que apenas dar um absorvente, o programa ensina o acolhimento de forma que ninguém se sinta constrangida por algo que é natural.

Rossieli Soares
Secretário Estadual da Educação

A Seduc-SP, por meio do Programa Dignidade Íntima, reconhece que a pobreza menstrual é um problema público e de nossa responsabilidade. O Programa foi pioneiro ao combater a pobreza menstrual no âmbito da educação e dar visibilidade para um tema tão importante. Estamos tornando as escolas cada vez mais acolhedoras aos estudantes.

Rafaela Vieira
Coordenadora do Dignidade Íntima - Seduc-SP

Como é a implantação nas escolas?

O programa Dignidade Íntima também tem como eixos a formação sobre a temática para todos na unidade, o protagonismo dos jovens, a distribuição de material informativo e a construção da rede de apoio na escola.

Os protocolos de distribuição garantem privacidade e cuidado, com múltiplos canais de atendimento para as estudantes e uma rede de apoio formada por funcionários capacitados.

1,6 milhão
de alunas na rede estadual

1,3 milhão
em idade menstrual

+ de 500 mil
no Cadastro Único

+ de 290 mil
em vulnerabilidade social

A talentosa Emily Mayumi (@mily08may), estudante da nossa rede estadual de ensino, produziu esta série de ilustrações para tratar de uma questão que não pode ser ignorada: a pobreza menstrual. Quem fala sobre isso nesta história é a @draalbertinaduartetakiuti.

Vários quadrinhos criados por Emily Mayumi para tratar de uma questão que não pode ser ignorada: a pobreza menstrual.

Notícias sobre o programa Dignidade Íntima

O programa Dignidade Íntima também tem como eixos a formação sobre a temática para todos na unidade, o protagonismo dos jovens, a distribuição de material informativo e a construção da rede de apoio na escola.

Os protocolos de distribuição garantem privacidade e cuidado, com múltiplos canais de atendimento para as estudantes e uma rede de apoio formada por funcionários capacitados.